16 Fev 2016 791
Clube do Sono
#clubedosono #dicas

1. Quarto muito quente ou muito frio

Muito importante na hora de ir para a "terra dos sonhos” é ter o quarto com uma temperatura amena, nem muito quente nem muito frio.

É que, quando estamos no sítio muito quente e abafado, o nosso metabolismo acelera e, consequentemente, a qualidade do sono diminui. Se agora imaginarmos que estamos a dormir num quarto muito frio, certamente que vamos ficar a tremer só de pensar.

Pois bem, os tremores que sentimos, quando temos frio, provocam contrações musculares, o que impossibilita que entremos na fase maravilhosa do sono profundo.    

2. Almofada mal escolhida

Quando a azáfama do dia acaba, a almofada é a nossa confidente e, como bem sabemos, uma boa confidente conforta-nos e acalenta os nossos sonhos. É muito importante saber escolher a almofada certa!

Optar por uma almofada errada, além de poder provocar dores no pescoço e problemas na coluna, pode interferir no sono que se quer constante. A almofada ideal, para um bom dorminhoco, deve ter entre 5 e 10 cm de altura. 

3. Um mau colchão… ou um colchão velho

Se a almofada é nossa confidente, na hora de dormir, o colchão é o nosso melhor amigo.

Saber escolher um bom colchão é essencial, ao fim e ao cabo, cerca de um terço das nossas vidas é passado… a dormir! Deve ser um colchão que se ajuste à curvatura do vosso corpo, nem muito mole e nem muito rígido.

Experimentem o colchão antes de o comprarem, é importante que o conheçam antes de o levarem para casa e, na verdade, experimentar colchões até pode ser uma experiência divertida.  

Além disso, os maus colchões provocam insónias, cansaço, asma e até alergias. Estejam, por isso, atentos aos vossos colchões e arranjem um bom "amigo” na hora do descanso.

4. Roupa de cama pesada

E para que o vosso quarto se transforme numa espécie de "templo do sono”, é também importante escolher bem a roupa da cama e não abusar no peso, até porque há soluções de roupa de cama de qualidade, mais leves e igualmente quentes.

Devem sentir que estão nas nuvens. Invistam no vosso templo ao pormenor, o vosso sono e a vossa saúde agradecem. 

5. Barulho

Sim, o som do silêncio é o melhor para uma bela noite de sono e essencial para que cheguemos tranquilamente à segunda fase do sono, a do sono profundo.

É nesta fase que o corpo começa verdadeiramente a recuperar a energia perdida durante o dia e, se houver barulho e "sobressaltos” sonoros, o nosso cérebro aciona logo o estado de alerta. Consequência: o nosso descanso é logo interrompido. 

6. Deixar a televisão ligada e levar o laptop, smartphone ou tablet para a cama

São grandes erros cometidos na hora de ir dormir e… erros muito comuns!

Bem sabemos que, às vezes, deixar a televisão ligada ajuda-nos a adormecer (muita gente adormece embalada pelo som de fundo) e, enquanto o sono não não chega, também é muito frequente darmos o último "passeio” do dia pela internet. Ora bem dorminhocos, está tudo errado!

A verdade é que a luz artificial, que emana desses aparelhos, interrompe o processo da melatonina — a hormona responsável pela estimulação do sono natural —  e isso pode, não só prejudicar a evolução natural do sono, como provocar efeitos negativos na vossa saúde.

7. Dormir de luz acesa

Voltamos à importante questão da melatonina. É que se esta hormona for suprimida, com a exposição à luz artificial, os efeitos positivos que produz — como a redução da pressão arterial, dos níveis de glicose e da temperatura do corpo — são interrompidos.

A regulação do sono torna-se numa tarefa complicada para o corpo e nós não queremos isso, pois não?

8. Atividades físicas e mentais intensas mesmo antes de dormir

Certamente que já sentiram que, depois de uma atividade física ou mental intensa, custa muito mais adormecer. Parece que o nosso coração vai saltar do peito ou então temos aquela sensação de que a nossa cabeça é uma montanha-russa, sempre às voltas e sem parar. Por isso é que é tão importante criar uma rotina mais monótona antes de dormir

Basicamente, estamos a falar em guardar algumas horas para desacelerar da correria do dia, uma espécie de fase de transição, que se quer tranquila, para abraçar uma noite de sono perfeita.

Nota importante: estas recomendações aplicam-se à hora de dormir. Durante o dia, o exercício físico é um dos melhores amigos do sono!

9. Comer muito e comer mal

Fazem parte daquele grupo de pessoas que guarda guloseimas e outros "pecados” alimentares para comer à noite? É bem provável que façam, já que quase toda a gente o faz, a questão é saber o quão prejudicial esse hábito pode ser para o vosso sono. 

Comer alimentos com gordura antes de dormir e comer em demasia (além de engordar mais do que durante o dia) provoca interferências nas fases do sono.

Sabem porquê? Porque faz com que o nosso cérebro continue a receber estímulos, o que favorece a instabilidade do sono e "alimenta” as temíveis insónias e os incómodos pesadelos. O ideal, em caso de fome, é comer uma refeição leve (até porque ir com fome para a cama também não favorece em nada o vosso descanso). 

10. Café, refrigerantes, alguns chás e tudo o que tenha cafeína

Sim, a grande inimiga cafeína e as temíveis bebidas energéticas. E atenção porque o melhor é mesmo evitá-las logo a partir da tarde. É que o corpo precisa de tempo para limpá-las do sistema… mesmo que nem sempre seja fácil dispensar um belo café depois do jantar.

À noite, antes de irem para a cama, devem experimentar beber um copo de leite morno, já que é rico em triptofano (um precursor da serotonina — uma substância envolvida no processo do sono) e ajuda a estimular um descanso genuíno.

11. Ingerir bebidas alcoólicas antes de ir para a cama

Há aquela ideia que beber um pouco de álcool, antes de dormir, deixa-nos mais relaxados e prontos para o descanso do guerreiro, mas a verdade é que pode resultar no efeito contrário!

Beber álcool é algo que deve ser feito várias horas antes de irmos para a cama. Beber bebidas alcoólicas mesmo antes de entrarmos no nosso templo do descanso, por mais que possa servir para relaxar, pode também contribuir para um sono agitado e até com interrupções. 

Gostar Partilhar