01 Dez 2015 9205
Clube do Sono
#adoroaminhacama #almofada #dicas

Escolher a almofada perfeita pode ser tão ou mais difícil como encontrar o colchão com que sempre sonharam. 

Para completar esta missão com sucesso, o dorminhoco tem de se entregar de corpo e alma a esta busca e só descansar quando repousar a cabeça na almofada mais perfeita que podia ter encontrado; ele tem de sentir no seu íntimo que encontrou a almofada prometida.

Mas não deixem que esta procura vos roube mais noites de sono: a almofada perfeita anda por aí e nós vamos ajudar-vos a encontrá-la.

Como é que uma boa almofada deve ser?

De acordo com os especialistas (entenda-se, a opinião de muitos dorminhocos), a almofada ideal para o vosso descanso é aquela que se adapta à estrutura do corpo e à vossa posição preferida para dormir.

A firmeza e a altura também são elementos a incluir nesta difícil equação. O material que compõe a almofada pode influenciar a sua espessura e vai desde o tradicional enchimento de penas, ao látex e ao viscoelástico.

Que tipos de almofadas existem?

Existem 2 tipos principais de almofadas onde os dorminhocos podem descansar os seus pensamentos:

> Almofadas clássicas

São mais elásticas, moldam-se à curva natural da cabeça e do pescoço e são confortáveis para a coluna, independentemente da posição escolhida para dormir. As almofadas clássicas estão disponíveis em látex, viscoelástico e em enchimento de penas;

Entre os materiais naturais e os sintéticos, o dorminhoco deve escolher aquele que mais o agradar.


> Almofadas cervicais

As almofadas cervicais são perfeitas para os dorminhocos que têm dores nas costas, no pescoço e má postura durante o dia a dia. Este tipo de almofada dá um bom apoio aos músculos do pescoço e aos ombros. 

Como é escolho a almofada perfeita para mim?

Tal e qual como na procura de um colchão, a almofada pode ser muito boa na teoria mas não ser perfeita na prática. 

Mesmo que tenha uma ideia daquilo que gostava de ter, o dorminhoco precisa de se deslocar à loja mais perto da sua localização e deitar a cabeça em tantas almofadas quantas conseguir. No final, o modelo certo é aquele que melhor se adaptar ao corpo e às necessidades de cada um.

A melhor almofada também depende da posição em que cada dorminhoco gosta de dormir.

> Dormir de lado ou de costas

Devem optar por uma almofada de perfil mais alto, mas a altura deve ser igual à distância entre o pescoço e a parte externa do braço;

> Dormir de barriga para baixo

Devem escolher uma almofada mais baixa e mais flexível para não haver uma grande distância entre a cabeça e o colchão. Apesar de saber muito bem, dormir de barriga para baixo é a pior posição para se dormir quando se sofre de dores nas costas;

> Dormir de barriga para cima 

A escolha ideal é a de uma almofada de dureza média, ajustada ao espaço entre o pescoço e a coluna cervical. 

Apesar de todas estas dicas, o mais importante é que o dorminhoco se sinta confortável e seguro da sua escolha. 

Quanto à manutenção da almofada, esta deve ser trocada idealmente de 2 em 2 anos — a pressão exercida vai alterando a sua forma e as características iniciais, tornando-as cada vez menos desconfortáveis. Não deixem que uma má almofada vos estrague as noites de sono!

Gostar Partilhar