23 Mar 2016 273
Clube do Sono
#clubedosono #dicas

Ai, a primavera... 

Os dias ficam mais compridos, as noites ficam mais quentes, podemos pôr de lado os pijamas de flanela e os cobertores quentes. É um alívio para os dorminhocos que não gostam assim tanto do inverno. 

Por outro lado, a quantidade de alergias, poeiras e ácaros que a primavera traz é proporcional às coisas boas que esta estação tem. Não deixem que estes monstrinhos interfiram com a vossa vida — e com o vosso sono, claro. 

Aprendam a proteger-se das alergias de primavera.

As alergias andam no ar

Espirros, comichões, lágrimas nos olhos e garganta seca e arranhada. Estes são apenas alguns sintomas que podem sentir durante o dia e que indicam claramente que sofrem de alergias de primavera. 

Doenças como a rinite alérgica são muito frequentes nesta altura do ano, já que as alterações climáticas aumentam a presença do pólen no ar. No pior dos cenários, as alergias da primavera podem causar distúrbios no sono e podem dificultar o caminho de um dorminhoco até ao sono profundo.

As alergias e o sono

Como um bom dorminhoco deve saber, o sono é dividido em várias fases, sendo que a mais importante de todas é a REM — a fase onde conseguimos dormir profundamente e descansar.

Para que esta fase seja eficaz, é importante que o sistema respiratório esteja a funcionar sem problemas.

Acontece que a rinite alérgica e outras alergias podem prejudicar a respiração e a quantidade de oxigénio que chega ao cérebro, diminuindo a qualidade do vosso descanso.

Um quarto livre de ácaros e pólen

Pode ser uma surpresa para muitos dorminhocos, mas os ácaros encontram-se em todas as casas, até nas mais limpas e arrumadas. Estes monstrinhos do sono são responsáveis por 80% das crises alérgicas e alimentam-se de pêlos, cabelos, células mortas e outros produtos orgânicos.

Conheçam algumas dicas para limpar o vosso espaço de poeiras e ácaros e protejam-se das alergias da primavera:

> Aspirem e virem o vosso colchão de 15 em 15 dias;

> Arejem o colchão e a almofada, pelo menos uma vez por semana;

> Ao fim de alguns anos de uso, a almofada pode acumular milhares de ácaros e células mortas que vos causam alergia. Não se esqueçam de mudar de almofada com a regularidade aconselhada na etiqueta do fabricante;

> Usem protetores de colchão e de almofada adequados, fáceis de limpar e arejar;

> Mudem os lençóis da cama todas as semanas;

> Evitem o uso de tapetes no quarto, especialmente na primavera e durante os meses mais quentes;

> Tirem os peluches, as cortinas e outros objetos que possam acumular poeira em casa e no vosso local de trabalho;

> Mantenham o quarto tão arejado e iluminado quanto possível.

Gostar Partilhar