10 Set 2015 481
Clube do Sono
#colchao #dicas

Não, não estamos a falar daqueles que se escondem debaixo da cama, dentro dos armários e que não nos deixam dormir quando éramos pequenos. Estamos a falar de um mal bem mais real e que nos ataca em qualquer idade — os ácaros que vivem no nosso quarto. 

O que são ácaros e porque é que são “monstros da cama”?

Os ácaros são uma espécie de aranha microscópica com 4 pares de patas que gostam especialmente de colchões, almofadas, tapetes e cobertores — lugares quentes e fofos que consideramos inofensivos mas que pela sua humidade e calor, são o habitat de sonho de qualquer ácaro. 

São verdadeiros inimigos silenciosos: encontram-se em todas as casas, mesmo nas mais limpas e desinfectadas. Gostam de ambientes húmidos e mornos, e para piorar, são responsáveis por 80% das crises alérgicas e doenças como a rinite e a asma alérgica. A sua alimentação é rica à base de pêlos, cabelos, escamas da nossa pele e outros produtos orgânicos que se encontram espalhados pela casa.

Como tratar-lhes da saúde?

Uma coisa é certa: estes monstros da cama vivem no nosso colchão, na nossa almofada e nos nossos lençóis. Regra geral, depois de 6 meses de utilização, 10% do peso da almofada pode ser resultado da acumulação de ácaros e outras bactérias que são libertadas enquanto dormimos. 

Como os tecidos absorvem grande parte destes microrganismos, é indispensável adoptar uma série de cuidados essenciais para combatermos estes monstrinhos que nos fazem espirros, comichões e outras alergias para as quais podemos não estar protegidos.

Algumas dicas para diminuir os ácaros na nossa casa e no nosso quarto:

  • Virar o colchão de 15 em 15 dias e aspirá-lo;
  • Arejar a almofada, os lençóis, os tapetes e os lençóis pelo menos uma vez por semana;
  • Arejar a cama todos os dias: deste modo evitará a acumulação de ácaros que se formam por ação do calor e dos odores;
  • Mudar regularmente de lençóis na cama;
  • Evitar o uso de tapetes no quarto e na sala, especialmente nos meses mais quentes de verão;
  • Manter a casa arejada e iluminada para circular ar.

A solução também passa por trocar de colchão de 7 em 7 anos e de almofada de acordo com a regularidade aconselhada: numa das nossas lojas ColchãoNet encontrará os conselhos que precisa para saber se está na hora de trocar de almofada.

Querem um escudo protetor ainda mais forte e resistente? Atualmente existem tratamentos antimicrobianos e anti-ácaros que dificultam o desenvolvimento de fungos e bactérias no colchão. As capas protetoras de almofadas e colchões são um aliado importante no combate a estes monstrinhos que tanto transtorno nos causam. 

Além de nos protegerem contra alergias, estas proteções de almofada e de colchão impedem o contato dos dorminhocos com os ácaros e impedem a sua passagem para o ambiente. 

Um pequeno passo para o homem, um grande passo no combate a estes inimigos do sono e do descanso profundo!

Gostar Partilhar