11 Mai 2016 524
Clube do Sono
#clubedosono #dicas
A apneia do sono é um distúrbio do sono caraterizado por paragens repetidas e temporárias da respiração enquanto a pessoa dorme. Por outras palavras, enquanto a pessoa está a dormir, deixa de respirar temporariamente.

Esta paragem na respiração força o corpo a sair do sono profundo para se salvar! Isto obviamente perturba o sono e impede que tenhamos um descanso revitalizador.

Por ser uma doença tão aflitiva, vale a pena saber mais sobre a apneia do sono: não se esqueçam que se trata de uma doença comum e que muitas vezes passa despercebida!

1. A apneia do sono pode ter várias causas

Nos casos típicos, acontece quando os músculos da garganta e da língua relaxam tanto que tapam as vias respiratórias.

Outras causas podem ser as amígdalas e adenoides serem demasiado grandes ou simplesmente o formato da cabeça e do pescoço não permitir uma boa passagem de ar.

2. Pode ter vários sintomas

Os sintomas mais comuns da apneia de sono são ressonar alto e acordar cansado.

Outros sintomas incluem sentir a boca e os lábios secos de manhã, acordar ofegante, com sensação de sufocamento, com dor de peito, dor de garganta ou dor de cabeça.

3. É uma doença mais comum do que se pensa

São raras as pessoas que se lembram de ter parado de respirar durante o sono, pois estas paragens respiratórias, normalmente, só nos tiram do sono profundo, mas continuamos em sono leve.

É por isso que a apneia do sono é tão comum, mas tão desconhecida: 30% das pessoas a nível mundial sofre desta doença e, dos que sofrem, apenas 10% tem noção disso.

4. Pode ter implicações mais graves

Mais do que perturbar a nossa noite de descanso depois de um dia longo, a apneia do sono pode representar um fator de risco para problemas de coração, circulação sanguínea, diabetes e outros pesadelos!
Se notam sintomas em vocês ou nos vossos familiares/amigos, vale a pena marcar uma consulta com um médico para realizar um estudo do sono.

Só com um estudo médico se pode diagnosticar a apneia do sono devidamente, visto que os sintomas são semelhantes aos de muitas outras condições.

5. Tem tratamento!

Para tratar a apneia do sono, basta manter as vias respiratórias abertas para que a respiração não seja interrompida durante a noite.

Nalguns casos mais sérios, pode ser necessário utilizar aparelhos odontológicos na boca enquanto se dorme para manter uma posição que deixe passar o ar.

Em casos mais graves, uma cirurgia pode ser opção, seja para alterar a morfologia do nariz ou das vias respiratórias, ou para remover as amígdalas/adenoides quando essa for a causa da apneia do sono (que é o mais comum nas crianças).
Gostar Partilhar