09 Mar 2016 216
Clube do Sono
#clubedosono #dicas

Podem não se lembrar, mas antes de serem os dorminhocos que são hoje, vocês também já tiveram problemas com o sono

Os distúrbios de sono nas crianças são mais normais do que podem imaginar. Na verdade, cerca de 25% das crianças têm problemas na hora de dormir, desde dificuldade em adormecer até pesadelos noturnos. 

Apesar de já terem passado essa fase, os pais podem precisar de alguma ajuda para compreender os distúrbios no sono das crianças. Se for o caso, este artigo é mesmo para vocês. 

0-2 anos de idade

Adormecer difícil

Dizem os especialistas que as crianças dormem melhor se forem para a cama por volta das 21h. A família deve organizar os seus horários para jantar uma hora antes e ter um período relaxante e tranquilo antes da hora de deitar. 

Guardem 15 minutos para praticar uma atividade relaxante com o vosso bebé, como ler uma história ou fazer um pequeno puzzle na sala. Chegados ao quarto, deixem-no com um peluche na cama e apaguem a luz. A partir daí, mantenham-se tranquilos e não vão ao quarto do bebé a menos que ele chore.

Chorar a meio da noite

Mais uma vez, a opinião dos especialistas impõe-se: não alimentem o bebé assim que ele acordar a choramingar. A comida enche-lhe a barriga e dá uma sensação de falso conforto, que o acordará mais tarde.

Escapadelas para o quarto dos pais

Há crianças que lutam contra o sono para combater a ideia da separação dos pais e da família. Não se deve cair no erro de embalar, dar colo, andar de carro para adormecerem nem os levar para a vossa cama. 

Dormir pouco

Os bebés têm de ter horários fixos para dormir. Uma criança até 2 anos de idade precisa de 14 horas de sono e não são as sestas diurnas que compensam o que não dorme à noite. Os sonos ao final da tarde, por exemplo, podem adiar a hora de ir para a cama. 

3-10 anos de idade

Pesadelos e medo do escuro

Os pesadelos são normais e normalmente são recordados no dia seguinte. Os pais devem perder algum tempo a explicá-los às crianças para que percebam a diferença entre o real e o imaginário. 

Sair da cama para ir ter com os pais

É importante que os pais estabeleçam limites e rotinas na hora de deitar. Vestir o pijama, lavar os dentes, manter uma luz fraca no quarto… Tudo isto é importante para criar uma rotina relaxante associada à hora de dormir. 

No que toca a estabelecer limites, não deixem os mais novos dormir na cama dos pais. Têm de lhe ensinar que cada um tem o seu espaço, e que a sua cama é tão ou mais confortável do que a dos pais!

10-16 anos de idade

Jogar no computador toda a noite

As novas tecnologias, de forma geral, são as piores inimigas de um sono descansado.

Mesmo nesta idade, os adolescentes não devem ter computadores nem consolas no quarto: são objetos que perturbam o sono e não ajudam a adormecer.

Ver televisão na cama

Ver televisão na hora de dormir desperta a atenção e impede que o cérebro desligue. Se for possível, os pais devem estabelecer um horário para ver televisão ou evitar que os adolescentes tenham a televisão no quarto.

Mensagens durante a noite

Mais uma vez, os pais devem estabelecer regras e não deixar que os filhos usem o telemóvel durante a noite. A luz do telemóvel é estimulante e impede que tenham o sono tranquilo e reparador que tanto precisam.

Saídas noturnas

Estabelecer limites é a ação que mais se impõe aos jovens adolescentes: para proteger o seu descanso, é preciso combinar uma hora para chegar a casa após uma saída noturna. Não se esqueçam que não basta dormir ao fim de semana para compensar a falta de sono!

Gostar Partilhar