10 Mai 2021 592
#ClubeDoSono #Colchao #Dicas

Mães e privação de sono: há solução para este dilema?

Durante os meses de gravidez, as futuras mamãs vão se habituando à ideia de que, assim que o bebé nascer, as noites com 8 horas de sono estão arruinadas. Entretanto, o bebé nasce, os meses tornam-se anos e a esperança de vir a ter uma boa noite de descanso tornou-se uma miragem. Será que há remédio para as mães que sofrem de privação de sono?

Para que não sofra por antecipação, damos-lhe já a resposta: sim, há. Sabemos que o desafio é constante e a resolução não é simples - se acha que dicas como "melhore o ambiente do seu quarto” e "tente relaxar antes de dormir”, que normalmente resultam para a uma boa parte dos casos, funcionam, desengane-se. Não há feng shui ou aromaterapia que acuda uma mãe com privação de sono.


No entanto, o choro do seu bebé ou os pesadelos terríveis da infância não são os únicos motivos pelos quais está a dever horas à cama. Pense bem: tem o hábito de deitar os filhotes e aproveitar mais uma horinha (ou duas…) para lavar a loiça, passar a roupa a ferro ou simplesmente relaxar no sofá enquanto põe a série favorita em dia? Percebemos perfeitamente, mas não o deve fazer, sob pena de sacrificar ainda mais o seu descanso. 


Infelizmente, continuamos a viver numa cultura onde o sono é subvalorizado - para muitos, dormir as tão recomendadas 8 horas significa ser-se fraco, estar aquém das suas responsabilidades. Não seja uma daquelas mães que se orgulha de fazer muito e dormir pouco, até porque, no final, a sua saúde é que vai arcar as consequências. 


Os especialistas de sono realçam cada vez mais a ligação entre a privação de sono e problemas e doenças de vários tipos - baixa produtividade no trabalho, dificuldades de concentração e raciocínio, obesidade ou diabetes. Deseja ser uma boa mãe e estar sempre presente para os seus filhos? A privação do sono aumenta os riscos de exaustão crónica, que por sua vez, vai afetar a sua capacidade de acompanhar o crescimento dos seus rebentos.


Convencida? Tome então nota do que pode fazer para melhorar as suas noites de descanso:


Não atrase a hora de se deitar

Com filhos pequenos, já consegue adivinhar que vai ter que se levantar pelo menos umas duas ou três vezes durante a noite. Assim, e conforme já aconselhamos, não se deite mais tarde só porque precisa de adiantar tarefas em casa. Dê prioridade ao seu sono.


Faça uma sesta ocasionalmente 

Os especialistas em descanso normalmente desaconselham as sestas, mas as mães com privação de sono fazem, definitivamente, parte da exceção. Tente aproveitar o momento em que os seus filhos dormem a sesta para fazer também a sua. 


Aproveite o fim de semana para recuperar 

Mais uma vez, esta não deve ser a norma. No entanto, uma mãe com muitas horas de sono em atraso merece dormir um pouco mais ao fim de semana. Divida o tempo com o seu marido, peça ajuda a um familiar ou até a uma babysitter para que possa ter tempo para colocar o seu sono em dia. 


Consulte o pediatra

Não há nada de errado num bebé que acorda várias vezes durante a noite. No entanto, a partir dos seis meses, o normal é que uma rotina de sono se comece a instalar. Se nota que o seu bebé vai crescendo e o sono insiste em não regular, marque uma consulta com o seu pediatra. Resolver o problema de sono do seu filho vai ter um impacto positivo também no seu.


Aposte num colchão de qualidade 

Não há nada pior do que ter um sono irregular por causa dos bebés...e por causa do colchão. Não se esqueça que, seja para si ou para os seus filhos, um colchão de qualidade é a base para uma noite de sono tranquila. Está na hora de trocar? Visite um dos nossos espaços ou a nossa loja online!

Gostar Partilhar