31 Mai 2016 263
Clube do Sono
#adoroaminhacama #clubedosono #dicas
Quem partilha o colchão com a sua cara-metade já deve ter reparado em pelo menos dois ou três aspetos que, de vez em quando, perturbam o sono de ambos. Neste artigo, vamos ver quais as soluções para os problemas mais comuns que surgem nas dormidas em casal.

Dançarinos noturnos

Toda a gente muda de posição umas quantas vezes ao longo da noite, à medida que avançam nas várias fases do sono. É perfeitamente normal uns dorminhocos mexerem-se mais do que outros.         

O problema é quando uma metade do casal dorme praticamente imóvel e tem o sono leve, enquanto que a outra metade praticamente dança em cima do colchão e tem o sono pesadíssimo!

A solução para este problema reside na cama. Uma cama de casal bem grande permite que ambos durmam afastados o suficiente para que ninguém seja "pontapeado” a meio da noite.

Ao mesmo tempo, um colchão de viscoelástico também ajuda: este tipo de colchão amortece mais eficazmente o impacto dos famosos passos de dança!

Ressono de “embalar”

Há pessoas que cantam canções de embalar para os seus ente-queridos,  há outras que ressonam a noite toda! Quando o ressonar é intenso e incurável, muitos casais acabam por dormir em quartos separados.

Mas antes de aceitarem a derrota, certifiquem-se de que o ressonar, na verdade, não é consequência de uma apneia do sono escondida.

Adicionalmente, podem perguntar a um médico por tratamentos ou soluções para o ressonar, e, antes de se mudarem para outro quarto, experimentem dormir com tampões nos ouvidos: se não se sentirem desconfortáveis, pode ser a solução!

Friorentos e calorentos

Os friorentos preferem dormir com camadas e camadas de cobertores na cama, os calorentos chegam a dormir destapados no inverno, se for preciso.

Quando um friorento e um calorento se juntam, escolher a roupa da cama gera sempre controvérsia! A solução pode ser ceder ao friorento e dobrar os cobertores ao meio, de maneira a que fique tudo do lado dele.

Alternativamente, podem fazer a cama em duas metades: de um lado, põem um edredom individual mais leve, e do outro põem um mais pesado. Assim, cada um dorme à temperatura que prefere.

Diferentes horários de deitar e levantar

Geralmente acontece por consequência dos horários de trabalho: um deita-se às 21:00 porque no dia seguinte acorda às 5:00 da manhã, o outro deita-se à 1:00 porque só precisa de acordar às 9:00 da manhã.
Quando os horários de sono são tão dispares, é comum um sentir-se incomodado porque o alarme do outro dispara a meio do seu sono de beleza.

Quando isto acontece, o ideal é arranjar um consenso: os noctâmbulos comprometem-se a não fazer barulho à noite, e os que acordam cedo comprometem-se a não fazer barulho de manhã.

Para quem tem o sono mais leve, podem usar vendas para os olhos e tampões para os ouvidos, como forma de garantir que não são incomodados pela cara-metade, seja de manhã ou à noite.
Se, de facto, têm discordâncias nos hábitos de sono em relação à vossa cara-metade, estas dicas podem ser úteis para, pelo menos, trazer algumas ideias para a mesa.

Apesar de termos reunido estes pequenos conselhos, nada se sobrepõe ao bom-senso! O melhor mesmo é falarem abertamente sobre o assunto e arranjarem uma solução em conjunto, seja inspirada nestas dicas ou não.

Bom descanso!
Gostar Partilhar