19 Mai 2016 478
Clube do Sono
#adoroaminhacama #colchao #dicas
Depois de investir num bom colchão, é normal esperar que este dure anos e anos sempre com o mesmo nível de conforto.

A verdade é que um colchão normal dura pelo menos 10 anos, mas a forma como o tratamos pode encurtar este tempo de vida em muito!

A importância de cuidar da cama

Quando a cama está em mau estado, seja por problemas no colchão ou no estrado, o nosso descanso é afetado. Acordamos com dores de corpo e, mesmo que durmamos horas suficientes, acordamos sempre cansados.

Como dormimos na mesma cama durante tanto tempo, nem sempre é fácil reparar que o colchão ou o estrado estão a chegar à reforma!

Por vezes, o "clique” dá-se quando passamos uma noite num hotel ou na casa de um amigo, dormimos numa cama em bom estado e reparamos que estamos estranhamente confortáveis…! 
Para evitar que cheguem ao ponto em que a cama já não vos deixa dormir bem, saibam algumas dicas simples para tratar do colchão e do estrado.

1. Usar um protetor de colchão

Um protetor de colchão, também conhecido como um resguardo, faz uma diferença enorme na durabilidade do colchão.

Para além de o proteger da sujidade, dos ácaros e do bolor, também é um salva-vidas quando, sem querer, entornamos uma bebida na cama. Protege o colchão das nódoas e dos cheiros e, em caso de acidente, basta retirar o resguardo, lavá-lo na máquina e voltar a colocá-lo.

O resguardo deve ser usado logo a partir do dia em que se estreia o colchão.

2. Usar um estrado adequado

O estrado é uma peça fundamental na cama: é responsável por garantir a estabilidade durante o sono e prolongar a vida útil do colchão e das vossas costas!

Leiam as nossas dicas para escolher o estrado ideal e vão perceber como é fácil ter uma cama de sonho.

3. Rodar o colchão regularmente

Todos os tipos de colchão beneficiam de serem rodados e virados frequentemente, independentemente do tamanho ou material.

No máximo de seis em seis meses, devem rodar o colchão e virá-lo "de pernas para o ar”.

É especialmente importante fazer isto nos primeiros dois ou três anos de utilização

4. Nada de pulos na cama!

As mães chateiam-se e com razão! Não negamos que saltar na cama é super divertido, mas o pobre colchão não se diverte nada…

Os colchões de molas são os que mais sofrem com esta brincadeira, mas o estrado e os pés da cama também se desgastam muito mais rapidamente.

5. Dar banhos de sol ao colchão

A cada dois ou três meses, em dias mais secos e solarengos, tirem a roupa da cama, abram as janelas, os estores e as cortinas do quarto e deixem entrar ar e luz solar por umas horas.

Deixar o colchão arejar e apanhar luz previne o excesso de humidade (que pode criar bolor) e afugenta os ácaros.
Gostar Partilhar