17 Mai 2016 925
Clube do Sono
#decoracao #dicas
Todos os pormenores do quarto importam para tornar esta divisão num verdadeiro santuário para os dorminhocos, desde o material do colchão até ao tipo de cortinas.
As cortinas são uma peça bem mais importante do que muitos pensam.

Para além de taparem a luz da manhã que entra sempre pelas bordas dos estores, dão-nos mais privacidade e ajudam a "vestir” o quarto com roupas bonitinhas.

Como escolher as cortinas

A escolha das cortinas para um quarto não deve ser subestimada. É preciso considerar os fatores que têm influência no aspeto do quarto, a necessidade de tapar a luz, possíveis cuidados com alergénicos, facilidade de limpeza, …

Mas não se preocupem! Neste artigo, ficam a saber as dicas que precisam para escolher as cortinas para o quarto.

Comprimento

Para começar, o comprimento das cortinas depende, desde logo, de se há outra mobília por baixo ou perto da janela: se a janela estiver mesmo por cima da cama, não faz sentido ter cortinas até ao chão.

Caso não haja nenhum impedimento, as cortinas devem ser longas, o que confere mais elegância ao quarto.

Quanto ao comprimento exato, depende do gosto pessoal: a escolha é entre as cortinas que tocam no chão (que conferem um ar romântico ao quarto, mas podem sujar-se com muita facilidade), as que ficam a milímetros do chão ou as que ficam subidas uns poucos centímetros.

Estilo

O estilo das cortinas depende da funcionalidade e da elegância pretendidas. Existem cortinas de todos os formatos, desde as simples até às cortinas romanas, passando pelos rolos e os painéis. No final, o estilo fica ao critério de cada um.

Ainda assim, para quem não sabe que tipo de cortinas escolher, recomendamos cortinas lisas. Afastem-se das persianas e das cortinas com muitas rendas, dobras ou tecidos felpudos porque, apesar de bonitos, acumulam muito pó, são difíceis de lavar e podem tornar as dormidas em autênticos pesadelos!

Tecido

Para além da questão das alergias, é preciso ponderar a estética dos tecidos e a capacidade de proteger o quarto da luz, seja daquele candeeiro de rua mesmo em frente à janela, ou mesmo a luz solar para quem gosta de dormir até tarde.

Cortinas de materiais leves que esvoaçam com a brisa são muito elegantes e dão um ar romântico ao quarto, mas de pouco servem para tapar a luz ou os olhares dos vizinhos!

Os tecidos blackout podem ser úteis porque conseguem bloquear praticamente toda a luz solar e manter a privacidade no quarto. São mais pesados, mas, se bem conjugados com a restante decoração do quarto, podem ser a chave para um sono descansado até horas depois do nascer do sol.

Lavar a seco ou na máquina

O tecido também deve ser escolhido consoante a facilidade de lavagem!

Não cometam o erro de comprar umas cortinas de um tecido que encolhe após a lavagem ou que tem de ser lavado a seco, sobretudo se esperam nódoas nas cortinas (como é comum nos quartos com bebés ou crianças).

Confiram sempre os métodos de lavagem na etiqueta antes de comprar e pensem se têm facilidade em se adaptar a métodos mais chatos.

Cor

A cor das cortinas deve conjugar com as cores do quarto. Regra geral, devem optar por cores suaves e tons neutros – têm um efeito relaxante e ajudam a adormecer mais rápido e melhor.

Para terem a certeza que escolhem a cor certa para as cortinas, tirem fotografias ao quarto e aos detalhes coloridos e levem as fotos convosco para a loja. Desta forma, acertam na cor das cortinas logo à primeira!
Gostar Partilhar