26 Jan 2016 1076
Clube do Sono
#dicas

Os trabalhos por turnos têm vindo a mudar cada vez mais o ritmo da vida diária de quem trabalha neste regime. 

Na Europa, um em cada cinco trabalhadores trabalha por turnos: na prática, não seguem o padrão "normal e convencional das 8 horas de trabalho e podem fazer turnos noturnos, rotativos ou horas irregulares de trabalho. Muitas vezes estes dorminhocos acabam por viver ao contrário: estão ativos durante a noite e dormem durante o dia.

Será que a falta de horários regulares pode ter impactos a longo prazo para a saúde de quem trabalha neste regime? Se sim, que medidas podem ser tomadas para minimizar estes riscos?

Os riscos do trabalho por turnos

Em comparação aos dorminhocos que têm um ritmo de trabalho "normal” — trabalhar de dia e dormir de noite — os trabalhadores por turnos podem apresentar um risco mais elevado para doenças como a obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares, problemas digestivos, distúrbios do sono, depressão e défice de Vitamina D (consequência da pouca exposição solar).

Recentemente, uma equipa de cientistas do Sleep Research Center da Universidade do Surrey, em Inglaterra, observou que, ao alterarmos o ciclo natural de 24 horas do organismo, podemos estar a causar até danos aos nossos genes. 

As constantes mudanças de horário podem ter sérias implicações para a saúde dos dorminhocos. O sono fica desorganizado; existe maior risco de insónias; há maior disposição para problemas de saúde e uso de medicação, já para não falar no cansaço, no sono no trabalho e nos distúrbios de humor.

Combater os efeitos negativos do trabalho por turnos

Felizmente para os dorminhocos que trabalham em horários rotativos, existem algumas dicas que podem atenuar o efeito negativo do trabalho por turnos.

> Mantenham uma alimentação regular;

> Façam refeições mais leves de noite para o corpo não demorar mais tempo do que o necessário para fazer a digestão;

> Depois de saírem do turno, comam um snack saudável para vos dar energia;

> Durmam entre 7 a 8 horas sempre que possível;

> Desliguem o telemóvel nas horas de descanso para evitar que o sono seja interrompido;

> Façam uma sesta antes do trabalho para evitar que se sinta sonolento durante as horas em que tiverem de estar mais atentos.

Gostar Partilhar