15 Set 2015 3324
Clube do Sono
#clubedosono #colchao

Colchões há muitos — Parte II

Tal e qual como a tecnologia moderna, os materiais de que são feitos os colchões também passaram por mudanças incríveis. Para além das tradicionais molas, as opções agora estendem-se a materiais com nomes dignos de um filme de ficção científica. 

Nada temam: estamos aqui para vos ajudar a escolher o melhor colchão sem molas.

Um colchão sem molas parece-me bem. Quais são as opções?

Entramos no mundo dos materiais mais elásticos, flexíveis e confortáveis. Entre o viscoelástico, a espuma de alta resiliência (HR), a espuma de alta densidade (Confortcel), o látex e o bultex, conheçam os vossos novos companheiros de sono.

Não há nada como alta resiliência!

Os colchões de espuma de alta resiliênciaHigh Resilience — têm uma maior elasticidade e oferecem um enorme conforto. Vão-se sentir verdadeiramente nas nuvens: o toque é suave e sustenta tão bem o corpo que recupera a forma original mais depressa do que uma espuma normal. 

Esta espuma também pode ser diferente em densidade e firmeza: quanto maior a densidade, maior será o suporte e menor a deformação do colchão. O verdadeiro Ferrari dos colchões!

Por causa do viscoelástico, vou andar na lua.

O viscoelástico é um dos materiais mais revolucionários no mundo dos colchões: é de alta tecnologia e foi originalmente desenvolvido pela NASA — quem sabe, até poderá ser o primeiro colchão a chegar a Marte...

Aconselhado para aliviar a pressão, é feito de um material muito sensível e que se adapta na perfeição ao contorno do corpo. Que sonho...

O meu colchão de látex dura, dura, dura…

Conhecido por ser extra flexível e adaptável a todas as formas de corpo, os colchões de látex não limitam os movimentos e são ótimos para os mais irrequietos e adeptos das posições de sono pouco convencionais. 

Uma curiosidade? O material resulta da extração do leite da árvore Hévea Brasilensis (também conhecida por árvore da borracha) e é hipo-alergénico — uma grande ajuda no combate às alergias, aos ácaros e a outros inimigos invisíveis que andam pelo quarto.

O látex é um dos materiais que mantém as suas características originais por mais tempo, tornando-o numa opção muito apetecível e muito duradoura, desde que sejam bem arejados e cuidados da maneira indicada. 

Com bultex, o calor não me afecta.

Imaginem um material formado por milhões de células em forma de colmeia que atuam como micro-suportes: são milhões de favos abertos, irregulares e de diferentes tamanhos que oferecem uma resistência proporcional ao peso de cada utilizador. 

As suas células abertas deixam o ar circular livremente dentro do colchão, não permitindo que aqueça demasiado. Adeus noites demasiado quentes para estar na cama, olá Bultex! 

Para além disso, o colchão de bultex é preparado para ser resistente ao peso de cada dorminhoco. Haverá coisa mais simples e perfeita?

Não há conforto igual a Confortcel.

É feito de uma espuma mais densa, com uma estrutura diferente das normais. Um colchão de confortcel promete suportar-vos, adaptar-se ao vosso corpo e dar-vos conforto durante mais tempo do que as espumas normais — os votos de casamento perfeitos para que a relação seja eterna!

Tal como o colchão de viscoelástico, a sua estrutura de célula aberta permite uma ventilação constante e uma maior higiene, tanto para o sono do dorminhoco como para o colchão. 

Não foi difícil, pois não? Afinal de contas, o colchão perfeito é aquele que vos oferece mais conforto, adaptabilidade e que se adequa melhor às vossas necessidades. Juntamente com uma boa almofada e o protetor de colchão ideal, o colchão dos vossos sonhos está mesmo ao virar da esquina — e nós estamos aqui para vos ajudar a decidir.

Gostar Partilhar