11 Abr 2017 3342
Clube do Sono
#clubedosono #colchao #dicas

Está na hora de trocar de colchão?

Tal como os iogurtes e os medicamentos também os colchões têm prazo de validade. Claro que não estamos a falar de dias, nem semanas, nem meses como nestes dois casos. Mas um colchão dura, mais ou menos anos, consoante o material, o fabricante e as circunstâncias a que é sujeito.

Um bom colchão é essencial para aproveitar o merecido descanso no final do dia e conciliar o sono reparador que nos permitirá enfrentar as atividades do dia seguinte com energia renovada. Para que assim se mantenha, há que ter em conta vários sinais:


Idade
Se o seu colchão tem mais de 10 anos, é necessário considerar uma mudança.


Adaptação
É interessante avaliar se o colchão que escolheu há anos continua a ser o mais adequado para si. Por isso, é sempre útil e esclarecedor conhecer os colchões novos no mercado.

 

Alterações corporais

Se o seu corpo se alterou com o tempo também pode necessitar de outro tipo de colchão.

Estado dos estofos
Se os estofos do seu colchão apresentam sinais como flacidez, ruído com o movimento, deslocação do corpo para o centro do colchão, etc...


Ácaros
Quanto mais o tempo decorrido, maior quantidade de ácaros vai estar no colchão. Pois em apenas 1 ano, o seu colchão pode abrigar milhões de ácaros, causando sérias doenças respiratórias ou alérgicas. Por exemplo, um colchão de espuma pode aumentar até 20% de peso com o acumular de restos de pele, ácaros, poeiras, microrganismos e fezes de ácaros e fungos.


Higiene
Os estofos do seu colchão podem não estar tão limpos como se pensa, mesmo que tenha tido uma proteção. As condições de higiene de um colchão depois de transpirar, doenças, etc., durante anos torna aconselhável a mudança.

Materiais
Os materiais de que é feito um colchão têm uma validade e acabam por perder as suas propriedades funcionais quando ultrapassa o tempo recomendado pelos fabricantes.


Qualidade de vida
Um colchão que não está nas condições ideais pode afetar a qualidade do nosso sono e, portanto, do descanso que o corpo humano precisa.

 

Se o seu colchão apresenta algum destes sinais, ou mesmo se o seu corpo se alterou, chegou a altura ideal para trocar de colchão.

Gostar Partilhar